Postagens

Mostrando postagens de Junho 25, 2017

Unboxing the Gibson Box

Imagem
Há alguns -- muitos? -- anos, fiz uma série de trabalhos para a Editora Aleph, incluindo revisão, copidesque e, às vezes, até a tradução parcial de alguns títulos de ficção científica. Atualmente, quando sai uma nova edição de um dos livros em que trabalhei, a editora às vezes me manda um exemplar de cortesia. Hoje, voltando do almoço, fui surpreendido na portaria do prédio pelo "box" William Gibson, que reúne os três volumes da Trilogia do Sprawl, publicada originalmente entre 1984 e 1988 e que traz aquele futuro cyberpunk de cabo Phillips no cérebro e ônibus espaciais japoneses que todos conhecemos.

Dos três livros, em Neuromancer (o primeiro) não fiz nada, em Mona Lisa Overdrive (o último) fiz a revisão (ou ao menos é o que diz a ficha técnica: confesso de pés juntos que não me lembro), mas no do meio, Count Zero, trabalhei bem próximo ao tradutor, Carlos Angelo,  fazendo sugestões sobre o texto em português e cotejando-o com o original à medida que a tradução avançava. …

Mijo de cavalo e a derrota da Anvisa

Imagem
"Pode ser mijo de cavalo, não ligo. Funciona". A frase teria sido dita pelo presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, quando lhe informaram do conteúdo das injeções estimulantes que o médico alemão Max Jacobson lhe aplicava regularmente: anfetaminas, hormônios, analgésicos, esteroides y otras cositas más. Não é muito difícil imaginar o espírito de Jacobson, cuja "injeção mágica" provavelmente ajudou a destruir a vida de gente como Marilyn Monroe e Elizabeth Taylor, pairando, em bênção, sobre o presidente da Câmara e presidente em exercício da República, Rodrigo Maia, durante a sanção da lei que passou por cima da Anvisa e liberou o uso de inibidores de apetite à base de anfetaminas no Brasil.

Sobre os detalhes da decisão legislativa brasileira e seu "embasamento" técnico, o editorial deste sábado da Folha de S. Paulo é sucinto e direto ao ponto:


Algo que deve (ou deveria) dar margem a análises mais aprofundadas  é o papelão das entidades de classe …